SAKCHAI LALIT/AP
SAKCHAI LALIT/AP

Mensagens, esboços e hashtags: o resgate na caverna tailandesa dominou as redes sociais

Assunto figurou entre principais tópicos e manchetes em todo o mundo; mensagens de apoio e agradecimento foram as mais frequentes

O Estado de S.Paulo

10 Julho 2018 | 15h12

LONDRES - Audiências em todo o mundo aplaudiram o resgate bem-sucedido de 12 garotos e seu treinador de futebol de uma caverna na Tailândia com mensagens de apoio, enquanto a história produzia sugestões de ajuda, orações e, finalmente, expressões de alívio, quando todos foram socorridos. As pessoas se voltaram para a televisão, sites de notícias e redes sociais para acompanhar o destino do time de futebol Wild Boar (Javalis Selvagens), que ficou preso no dia 23 de junho enquanto explorava a caverna de Tham Luang, na Província de Chiang Rai, no norte da Tailândia.

+ 'Maturidade de quem medita é diferente'

+ Meninos resgatados de caverna na Tailândia não poderão ir à final da Copa do Mundo

Nesta terça-feira, 10, uma busca do Google pelas palavras "resgate em caverna tailandesa" (Thai cave rescue, em inglês), retornou 359 milhões de resultados, apresentando um pico de interesse desde a semana passada, quando mergulhadores britânicos encontraram os meninos e a missão de resgate começou. "Milagres podem acontecer todos os dias, mas este é para sempre", disse Cornell Brooks, chefe executivo da Associação Nacional para o Progresso de Pessoas de Cor (NAACP, na sigla em inglês), grupo de direitos civis dos Estados Unidos.

+ Meninos retirados de caverna ficarão internados por uma semana

+ Treinador e ex-monge guia jovens na caverna na Tailândia

Com jornalistas internacionais estacionados fora da caverna, as emissoras de TV atualizavam a história em tempo real e o assunto tem permanecido entre os mais lidos ou visualizados em sites como o da BBC, da Grã-Bretanha ou a NBC News. Nas redes sociais, vídeos ao vivo dos repórteres e voluntários, no Facebook, têm sido populares.

+ Adolescentes presos em caverna na Tailândia mandam cartas para familiares

No Twitter e Instagram, os simpatizantes enviaram mensagens de apoio, conselhos e ilustrações dos garotos na caverna usando hashtags como "#Thaicaverescue" (resgate na caverna da Tailândia), "#boarteam" (time dos javalis), "#thainavyseals" (SEALs da Marinha tailandesa), "#PrayForThaiBoys" (rezem pelos meninos tailandeses) e "#Bringtheboarteambackhome" (tragam o time dos javalis de volta para casa).

A postagem da unidade SEAL da Marinha tailandesa confirmando o resgate de todos os 13 desaparecidos teve mais 200 mil curtidas e cerca de 56 mil compartilhamentos em apenas uma hora, obtendo comentários de agradecimento. "Vocês são TODOS HERÓIS! Obrigado, em nome de um mundo agradecido", dizia uma mensagem. Outra usuária postou "Em nome de todas as mães eu agradeço".

No Twitter, havia 160 mil postagens com os termos "todos os 12". As reações à notícia dominaram as redes sociais nos Estados Unidos com a tópico "todos os 12" figurando como principal assunto no Twitter. A notícia chegou a eclipsar a nomeação do presidente Donald Trump para um novo juiz da Suprema Corte americana, assunto que ficou em 8º lugar no ranking.

Na China, no entanto, a operação de resgate não foi um dos principais temas nas redes sociais. Apesar de especialistas chineses terem participado das operações de resgate, o interesse estava voltado para o acidente envolvendo um barco na Tailândia, que deixou ao menos 44 pessoas mortas. / REUTERS

Mais conteúdo sobre:
Tailândia [Ásia]

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.