Mentor de roubo em Auschwitz é estrangeiro, diz polícia

O mentor do roubo do letreiro-símbolo do campo de concentração de Auschwitz é um estrangeiro que vive fora da Polônia, informou hoje a polícia do país europeu. O letreiro, com a frase em alemão "O trabalho liberta", foi roubado na sexta-feira passada. Cinco pessoas foram presas na Polônia sob suspeita de terem participado da ação. O letreiro já foi recuperado.

AE-AP, Agencia Estado

22 de dezembro de 2009 | 21h03

O roubo de um dos mais notórios símbolos do Holocausto causou fortes críticas pelo mundo. A polícia polonesa lançou uma grande operação para recuperar a placa, que ficava no campo no sul da Polônia onde morreram mais de 1 milhão de pessoas, a maioria judeus, durante a Segunda Guerra. A placa foi encontrada perto de residências em uma floresta cheia de neve no norte do país. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
PolôniaAuschwitzplacamentor

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.