Mentor dos atentados a Bali é condenado à morte

Um dos principais acusados do atentado contra os clubes noturno da ilha de Bali, em outubro do ano passado, foi declarado culpado e condenado à morte pela corte da Indonésia na manhã desta quinta-feira.Durante a leitura do veredicto, Amrozi bin Nurhasyim sorriu quando foi declarado culpado, mas não fez qualquer expressão quando o juiz leu a sentença de morte. Parentes das vítimas australianas que acompanharam o julgamento comemoraram a sentença. Os advogados de Amrozi têm sete dias para recorrer da setença. Durante o julgamento, Amrozi, de 41 anos, considerado o mentor dos atentados que matou 202 pessoas, a maioria australianos, confessou ter participado dos ataques e demonstrou tranqüilidade sobre uma possível condenação à morte. Ali Imron, irmão de Amrozi, também está preso e sendo julgado pelos atentados.Nesta semana, em um outro atentado, em Jacarta, 10 pessoas morreram na explosão de um carro-bomba em frente ao Hotel Marriott. O grupo Jemaah Islamiyah, que tem ligação com a rede Al-Qaeda, se responsabilizou pela explosão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.