AFP
AFP

Mentor militar do líder da Coreia do Norte é demitido

Marechal estava sempre ao lado de Kim Jong em eventos oficiais e foi substituído por Hyon Yong Chol

estadão.com.br,

16 de julho de 2012 | 09h19

Texto atualizado às 19h40

SEUL - O principal oficial do Exército da Coreia do Norte, o vice-marechal Ri Yong Ho, foi dispensado nesta segunda-feira, 16, informou a imprensa estatal. A decisão surpreende, pois Ri era visto como o mentor do líder do país, Kim Jong Un, que chegou ao poder após a morte de seu pai, Kim Jong Il, em dezembro. O marechal estava sempre ao lado de Kim Jong em eventos oficiais e sua experiência e posição davam ao novo governo credibilidade junto às tropas.

Veja também:

linkMulher misteriosa aparece ao lado de jovem líder da Coreia do Norte

linkONU afirma que Coreia do Norte viola as sanções

forum CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

Hyon Yong Chol foi nomeado para assumir o cargo de Ri, informou a agência de notícias do governo. Ri foi removido de diversos postos importantes por motivos de saúde, disse em breve comunicado a agência de notícias do governo. Entretanto, ele não aparentou estar doente nas suas últimas aparições públicas, o que alimenta especulações de que Kim livrou-se dele para imprimir sua marca na nação. Também não havia sinal de discordância na última aparição pública do marechal, há apenas uma semana.

A demissão de Ri, seja por doença ou por erros políticos, balança o centro da estrutura de poder do regime. A decisão de dispensá-lo da liderança militar e política aconteceu na reunião do Partido dos Trabalhadores, convocada de forma inusual no domingo.

É cedo para determinar se "a saída de Ri é uma manifestação de tensões entre civis e militares ou se é uma tentativa de Kim Kong Un de consolidar o poder de sobre o Exército", afirmou John Delury, professor de Estudos Internacionais da Universidade Yonsei, Coreia do Sul.

Com AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.