Mercado se anima com envio de tropas turcas

A decisão da Turquia de enviar tropas para o Afeganistão animou hoje os mercados financeiros, por criar esperança de recompensadores novos empréstimos internacionais, mas surgiram também preocupações com o engajamento na campanha liderada pelos Estados Unidos. Na quinta-feira, o governo desta nação membro da Otan anunciou que iria enviar 90 soldados de forças especiais para o Afeganistão - tornando-se o primeiro país muçulmano a tomar parte na campanha militar. Desde então, a lira da Turquia valorizou-se cerca de 2,5% em relação ao dólar. A Bolsa de Valores de Istambul registrava hoje forte alta. Analistas disseram que os ganhos refletem esperanças do mercado de que a participação da Turquia na guerra afegã abrirá caminho para novos empréstimos do Fundo Monetário Internacional. "Haverá definitivamente benefícios econômicos em troca dessa assistência direta", escreveu hoje no diário Milliyet o economista Hursit Gunes. A Turquia busca pelo menos US$ 9 bilhões em novos empréstimos para o ano que vem a fim de enfrentar uma crise na qual estimados 1 milhão de turcos perderam seus empregos. O FMI e o Banco Mundial estão emprestando este ano US$ 15,7 bilhões à Turquia. "Tomamos essa decisão porque ela é do interesse da Turquia", disse hoje a jornalistas o vice-premier Mesut Yilmaz.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.