Mercosul reforça segurança para 11 de setembro

Os países do Mercosul vão reforçar a segurança de pessoas, organizações e prédios que poderiam ser alvos de ataques terroristas no próximo dia 11 de setembro. A informação foi divulgada em Porto Alegre por agentes de segurança e inteligência do Brasil, Argentina, Paraguai, Uruguai e Chile. Eles participam de reunião que começou na quarta-feira e termina nesta sexta-feira, na capital gaúcha, para preparar o encontro de ministros da Justiça dos cinco países, previsto para novembro. Os serviços de inteligência do bloco econômico não temem atentados terroristas de militantes antiamericanos. Mas admitem a possibilidade de ações isoladas de pessoas simpáticas aos atos de Osama bin Laden.

Agencia Estado,

29 Agosto 2002 | 19h24

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.