Mergulhadores encontram corpo que seria de garçom do Costa Concordia

O corpo de uma passageira italiana continua desaparecido; naufrágio matou 32 pessoas

O Estado de S. Paulo,

08 de outubro de 2013 | 21h26

ROMA - Mergulhadores que vasculhavam nesta terça-feira, 8, o casco do navio de cruzeiro Costa Concordia encontraram os restos de um corpo que pode ser de uma das duas vítimas desaparecidas no naufrágio da embarcação, disseram autoridades italianas.

O corpo seria de Russel Rebello, um indiano que trabalhava como garçom no cruzeiro quando ele tombou, depois de atingir rochas perto da ilha italiana de Giglio, em janeiro de 2012, matando 32 pessoas.

Além dele, permanece desaparecida a passageira italiana Maria Grazia Trecarichi.

O navio foi içado e colocado na posição correta no mês passado, permitindo que os mergulhadores tivessem acesso a partes antes submersas.

A família de Rebello, de 33 anos e natural de Mumbai, contou que ele ficou na embarcação para ajudar na remoção das pessoas. "Estou esperando por essa notícia há 21 meses... Nós esperamos que a outra senhora seja localizada imediatamente", disse um irmão de Rebello, Kevin.

O capitão do navio, Francesco Schettino, está sendo julgado por seu papel no desastre e é acusado de homicídio culposo, de provocar o naufrágio e de abandonar o navio. Seus advogados argumentam que ele não é o único responsável pelo ocorrido. /REUTERS

Tudo o que sabemos sobre:
Costa ConcordiaItália

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.