Michael Sohn/AP
Michael Sohn/AP

Merkel apoia retirada coordenada de tropas do Afeganistão em 2014

País defenderá essa postura na próxima cúpula da Otan, que será realizada em Chicago

Reuters,

04 Maio 2012 | 12h07

BERLIM - A chanceler alemã, Angela Merkel, afirmou nesta sexta-feira, 4, ao secretário-geral da Aliança Atlântica, Anders Fogh Rasmussen, o apoio de seu país a uma retirada conjunta e coordenada das forças internacionais do Afeganistão em 2014.

A Alemanha defenderá essa postura na próxima cúpula da Otan, que será realizada na cidade americana de Chicago nos dias 20 e 21 de maio, disse Merkel após se reunir com Rasmussen na sede do Governo.

Veja também:

linkAtaque aéreo dos EUA e combates matam 26 integrantes da Al Qaeda

linkEUA liberam documentos de complexo Bin Laden

tabela ESPECIAL: Morte de Osama bin Laden

"Além disso, somos conscientes de que são esperadas ajudas financeiras quando acontecer a retirada", afirmou a chanceler alemã, que ressaltou que o Afeganistão pode ter certeza de receber apoio econômico após 2014.

A chefe do Governo alemão comentou que seu país se sente comprometido com o princípio da missão comum e da retirada ordenada conjunta do Afeganistão, assim como em ceder a responsabilidade em matéria de segurança às autoridades daquele país.

Além disso, Merkel anunciou que espera que o presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, visite Berlim antes da cúpula de Chicago, onde será discutida a retirada da força internacional da Isaf e da cooperação posterior.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.