Robert Michael/AFP
Robert Michael/AFP

Merkel defende suspensão de jogo entre Alemanha e Holanda

É uma decisão difícil, talvez a mais difícil, escolher entre liberdade e segurança, diz chanceler alemã após cancelamento do amistoso

O Estado de S. Paulo

18 de novembro de 2015 | 17h35

BERLIM - O governo alemão classificou nesta quarta-feira, 18,  de responsável a decisão de cancelar no dia anterior o amistoso entre Alemanha e Holanda em Hannover, em razão de uma ameaça terrorista. A chanceler Angela Merkel lamentou a suspensão do jogo, mas elogiou a decisão das autoridades locais. A Bundesliga, a Federação de Futebol Alemã, disse que as partidas do Campeonato Alemão terão mais segurança. 

“Fiquei tão triste quanto os milhões de torcedores que esperavam a partida quando ela foi cancelada. Mas a equipe de segurança tomou uma decisão responsável”, disse Merkel. “É uma decisão difícil, talvez a mais difícil, escolher entre liberdade e segurança.”

O primeiro-ministro da Baixa Saxônia, Stephan Weil, afirmou ontem que a indicação de um “perigo concreto” levou ao cancelamento do jogo. O Ministro do Interior Boris Pistorius não quis confirmar relatos de que uma agência de inteligência, possivelmente da França, deu o alerta sobre o risco de atentado. Ninguém foi preso e nenhum explosivo foi encontrado, segundo ele. 

Pistorius tentou acalmar a população e garantiu que o Natal transcorrerá sem problemas. “Certamente não me esconderei numa concha, nem na minha condição de membro do governo, nem como pessoa física, a menos que receba instruções para isso”, disse. “Não há proteção absoluta, nem segurança de 100% numa sociedade aberta e plural. As pessoas sabem disso.”

O diretor da Polícia Federa Alemã, Holger Muench, alertou ontem para o risco de aumento na ameaça terrorista de radicais islâmicos e disse que isso representa um desafio cada vez maior para o país. Ainda de acordo com ele, 750 pessoas viajaram nos últimos meses para Síria e o Iraque, possivelmente com o intuito de treinar em células jihadistas.

“Estamos avaliando os riscos de uma ameaça concreta na Alemanha, mas ainda não temos as evidências que sustentem isso”, disse. 

Futebol. A Bundesliga anunciou ontem que manterá a rodada do fim de semana do Campeonato Alemão, que começa amanhã, conforme o previsto, mas a segurança deve ser reforçada. 

“As partidas ocorrerão”, garantiu o presidente da federação Reinhard Rauball. “Não há alternativa. Como sociedade devemos mostrar coragem e não nos render ao medo. Mas é claro que há questões de segurança a serem resolvidas.”

Para o vice-presidente da Federação, Rainer Koch, o esforço de segurança deve ser similar ao de qualquer evento com grande público no país. “Precisamos os posicionar à altura da situação, que pode se tornar perigosa. 

A rodada começa com o jogo entre Borussia Dortmund e Hamburgo. /EFE e REUTERS


Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.