Merkel deve definir parceiro de coalizão nesta semana

Os partidos conservadores da chanceler da Alemanha, Angela Merkel, vão definir nesta semana seu parceiro de coalizão preferido. A escolha mais provável é o Partido Social-Democrata (SPD, na sigla em alemão), de centro-esquerda, que daria a Merkel uma maioria confortável em ambas casas do Parlamento e a chance de implementar amplas reformas.

Agência Estado

14 de outubro de 2013 | 10h37

Para a chanceler, uma grande coalizão entre os maiores partidos do país seria atraente porque ela precisa do consenso mais amplo possível para avançar com alguns projetos cruciais nos próximos quatro anos, incluindo reformas do sistema fiscal federal e do setor de energia, uma tarefa que exigirá coordenação entre o governo federal e os 16 Estados alemães, que são representados na câmara alta do Parlamento.

A possível aliança seria uma reprise da coalizão que Merkel liderou entre 2005 e 2009, e que funcionou melhor do que a coalizão de centro-direita que governou a Alemanha nos últimos quatro anos.

A União Democrata Cristã (CDU, na sigla em alemão), partido de Merkel, e a União Social Cristã (CSU) buscam um novo parceiro porque, nas eleições do último dia 22, não conseguirem conquistar a maioria absoluta por apenas cinco assentos. O parceiro anterior dos conservadores, o Partido Democrático Liberal (FDP), não conquistou o mínimo de votos necessários para garantir representação parlamentar.

Segundo Wichard Woyke, professor de ciências políticas da Universidade de Münster, tudo aponta para a formação de uma grande coalizão. Para ele, está muito cedo para o grupo de Merkel se aliar ao Partido Verde. Uma coalizão com os Verdes, diz Woyke, precisaria primeiro ser preparada em nível estadual e também dentro do partido.

Merkel vai iniciar hoje uma segunda rodada de conversações com o SPD, a partir das 11h (de Brasília). Amanhã, as discussões serão com os Verdes. Os partidos da chanceler devem voltar a falar com o SPD na quarta ou quinta-feira, segundo representantes do partido que falaram sob condição de anonimato.

Horst Seehofer, presidente do CSU e governador da Baviera, disse hoje que seu partido escolherá seu parceiro favorito no máximo até quinta-feira. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Alemanhacoalizão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.