Merkel é alvo de protesto na Alemanha

Ativistas ambientais protestam contra aumento de vida útil de usinas nucleares no país

AP,

28 de outubro de 2010 | 13h30

  BERLIM - Ativistas do Greenpeace organizaram um protesto em Berlim nesta quinta-feira, 28, contra a política nuclear da chanceler alemã, Angela Merkel. Os manifestantes escalaram o topo do prédio-sede do partido da premiê.

Merkel pretende estender o tempo de uso das usinas nucleares alemãs, como parte do plano para manter os preços de energia baixos até que a Alemanha desenvolva outras alternativas de energia renovável.

A proposta, submetida ao Parlamento nesta manhã, prevê o aumento da utilização das 17 termonucleares alemãs em 12 anos. Ambientalistas e a oposição alegam que a medida pode aumentar o risco de acidentes, como o de Chernobyl, na antiga União Soviética, em 1986.

Foto: Gero Berloer/AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.