AP
AP

Merkel e Hollande mostram preocupação com Gaza

Chanceler alemã pediu que o Hamas interrompa os ataques e que o Egito use sua influência sobre o grupo

AE, Agência Estado

16 de novembro de 2012 | 11h09

VARSÓVIA - A chanceler alemã, Angela Merkel, e o presidente da França, François Hollande, mostraram preocupação com o conflito da Faixa de Gaza nesta sexta-feira, 16. Segundo um porta-voz, Merkel pediu ao Hamas que interrompa os ataques de foguete contra Israel. Além disso, ela fez um apelo ao Egito para que usasse sua influência sobre o grupo palestino para amenizar a tensão na região.

Já o presidente francês enfatizou seu receio de que haja uma escalada da violência. "Eu conversei por telefone com o (primeiro-ministro israelense) Binyamin Netanyahu. E disse a ele que nós entendemos que Israel precisa garantir sua segurança, mas as provocações que podem levar a uma escalada devem ser evitadas", afirmou Hollande.

Hollande também falou com o presidente do Egito, Mohamed Morsi, pedindo-lhe "para usar toda a sua influência para impedir uma ação futura". "Vamos continuar a usar nossa influência para evitar o pior", acrescentou. "Nas próximas horas, é o que vou fazer."

O mais recente conflito no Oriente Médio começou esta semana, quando Israel passou a responder a ataques com mísseis disparados por militantes de Gaza. Na quarta-feira, o exército israelense lançou ataques aéreos que mataram o comandante militar do Hamas, o movimento islâmico que governa Gaza.

Com Dow Jones

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.