Merkel: há muitos indícios de que MH17 foi abatido

A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, disse nesta sexta-feira que o voo MH17, da Malaysian Airlines, parece ter sido abatido. Merkel também pediu um cessar-fogo imediato na região de Donetsk, no leste da Ucrânia, para esclarecer as causas do incidente.

AE, Agência Estado

18 de julho de 2014 | 09h25

Merkel disse que ela "não tinha clareza" sobre quem era culpado por abater o avião.

"Há muitos, muitos indícios de que estamos lidando com um avião abatido", disse Merkel durante a sua coletiva de imprensa anual de verão. "Quem quer que seja deve ser levados à justiça. Para isso, precisamos de uma investigação independente".

Merkel disse que os últimos acontecimentos ressaltaram a necessidade de uma solução política para o conflito na Ucrânia. A chanceler afirmou que a Rússia carrega responsabilidade por acontecimentos na Ucrânia, ressaltando que algumas armas de separatistas parecem ter vindo da Rússia.

Merkel declarou que a Rússia "deve fazer a sua parte para acalmar a situação". Ela disse que continuará a lidar diretamente com o presidente russo, Vladimir Putin. Não vejo nenhuma maneira a não ser buscar negociações com o presidente russo, disse Merkel. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
MalásiaAviãoMerkel

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.