Merkel pede libertação imediata de britânicos detidos no Irã

A chanceler alemã, Angela Merkel, pediu neste domingo, 1, a "libertação imediata" dos quinze soldados britânicos detidos no Irã, em discurso feito em Jerusalém durante visita em representação da Presidência da União Européia, exercida neste semestre por seu país. O Reino Unido "tem a plena solidariedade da UE, e pedimos a libertação sem demora dos soldados", disse a chefe do governo alemão na Universidade Hebraica, onde recebeu neste domingo o título de doutora honoris causa. Os quinze militares britânicos foram detidos pela Força Naval iraniana em 23 de março no Golfo Pérsico. Teerã os acusa de terem entrado ilegalmente nas águas territoriais do país, o que Londres nega.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.