Merkel reconhece frustração de alemães com Grécia

A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, entende a frustração sentida por muitos alemães em relação aos programas de ajuda concedidos à Grécia, segundo entrevista divulgada neste sábado.

AE, Agência Estado

01 de dezembro de 2012 | 13h17

"Eu obviamente sinto o ceticismo de muitos alemães e, em parte, entendo isso porque a Grécia com frequência decepcionou seus parceiros no passado", disse Merkel na entrevista, que será publicada pelo tabloide dominical alemão Bild am Sonntag.

Merkel, no entanto, reiterou que auxiliar a Grécia é do interesse de seu país porque ajuda a garantir a estabilidade na zona do euro, da qual depende a prosperidade da Alemanha.

Ainda na entrevista, a chanceler destacou que o novo governo grego tem mostrado a disposição necessária "para mudar o país" e "criar estruturas modernas".

Os comentários de Merkel vêm a público um dia depois de o parlamento alemão aprovar o último pacote de medidas fechado para a Grécia, que abre o caminho para Atenas receber uma nova tranche de ajuda de cerca de 44 bilhões de euros (US$ 57 bilhões). As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
MerkelGrécia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.