Tobias Schwarz/AFP
Tobias Schwarz/AFP

Merkel se opõe a uma solução militar na crise com a Coreia do Norte

Alemanha participará intensamente nas opções de resolução não militares, mas considero que a escalada verbal é uma resposta ruim, diz chanceler

O Estado de S.Paulo

11 Agosto 2017 | 11h59

BERLIM - A chanceler alemã Angela Merkel afirmou nesta sexta-feira, 11, que é contrária a qualquer solução militar na Coreia do Norte e denunciou a atual "escalada" verbal entre Pyongyang e o presidente americano, Donald Trump, que ameaça recorrer às armas.

"Não vejo uma solução militar para este conflito", disse Merkel ao ser questionada sobre uma mensagem no Twitter de Trump, na qual ele afirmou que as opções militares dos Estados Unidos estão "posicionadas, travadas e carregadas, caso a Coreia do Norte atue sem sabedoria".

"A Alemanha participará intensamente nas opções de resolução não militares, mas considero que a escalada verbal é uma resposta ruim", completou. 

As últimas declarações de Trump jogam lenha na fogueira da escalada verbal entre o regime norte-coreano e o presidente americano. Na quinta-feira, ele disse que talvez a advertência "não tenha sido dura o bastante", dois dias depois de ameaçar com "fogo e fúria" se o regime isolado prosseguisse com as ameaças contra os Estados Unidos. 

Pyongyang ameaçou esta semana lançar quatro mísseis perto da ilha americana de Guam, um território estratégico no meio do Pacífico para as Forças Armadas dos Estados Unidos. /AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.