Meteorologistas afirmam que La Niña acabou

O fenômeno climático La Niña terminou em maio, quando as águas do Oceano Pacífico retornaram a condições neutras, anunciaram hoje cientistas do Centro de Previsões Climáticas dos Estados Unidos. Acredita-se que o fenômeno, caracterizado pelo resfriamento periódico das águas do Oceano Pacífico, tenha ajudado a intensificar a temporada de furacões de 2010 e a onda de tornados registrada este ano nos EUA.

AE, Agência Estado

09 de junho de 2011 | 19h53

O fenômeno La Niña é o extremo oposto do El Niño, quando as águas do Pacífico ficam mais quentes que o normal. Ambos os fenômenos costumam ter impacto em todo o mundo.

O fim do La Niña pode ser considerado uma boa notícia. Os anos de La Niña muitas vezes têm mais furacões e tornados que a média. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ambienteclimaLa Niña

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.