Metrô de Calcutá reforça segurança após alerta de bomba

Delegado indiano diz que ameça foi 'levada a sério' e a segurança foi intensificada em todas as estações

Efe,

24 de dezembro de 2008 | 14h02

A polícia indiana reforçou nesta quarta-feira, 24, sua presença nas estações de metrô da cidade de Calcutá após receber informações sobre a suposta colocação de uma bomba, segundo uma fonte policial. "Recebemos informação de uma fonte confiável que haveria uma explosão de bomba em uma das 17 estações de metrô esta noite", disse à agência Ians o delegado de Polícia Gautam Mohan Chakraborty. Veja também:Interpol diz que Índia não ajuda na investigação de atentados "Levamos a sério e intensificamos as medidas de segurança em todas as estações", acrescentou. Especialistas em detonação de explosivos e cães treinados estão nas estações do metrô de Calcutá, que circula pelas principais artérias do norte da cidade, uma das mais povoadas da Índia. "Não há motivo para pânico, mas é preciso permanecer alerta. Há um número adequado de agentes em todas as estações. Se os passageiros virem algo suspeito, devem informar imediatamente à Polícia", disse um dos subdelegados de Calcutá, Vinet K. Goyal. Um alerta semelhante ocorreu na cidade de Kota, no norte da Índia, onde as forças de segurança se mobilizaram nas estações de ferrovias, após receber uma carta que ameaçava atacar trens de longo percurso que circularão amanhã pela localidade. Segundo uma fonte policial citada pela agência "PTI", todos os trens estão sendo revistados com a ajuda de cães, apesar de que as autoridades têm dúvidas sobre a origem da carta.

Tudo o que sabemos sobre:
Índiaatentado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.