Metrô de Roma terá ligação com o Museu do Vaticano

Uma galeria subterrânea unirá o Museu do Vaticano à estação da nova linha do metrô de Roma, que atravessará o centro histórico da cidade. A terceira linha do metrô da capital italiana é, por enquanto, apenas um desejo das autoridades municipais, e apesar do dinheiro necessário para seu financiamento já ter sido reunido, ainda falta analisar as possibilidades de escavações sem tropeçar nos restos arqueológicos que a "Cidade Eterna" acumulou em quase três milênios de história.Já a galeria subterrânea é um sonho mais palpável, ainda que a sua construção também deva atravessar um terreno que pode ser rico em descobertas arqueológicas, partindo da atual entrada do museu até a Piazza Risorgimento, no centro histórico de Roma. Esta proposta da galeria tem a vantagem de já ter sido examinada no final do século XIX, quando, com a Unificação da Itália, tendo Roma como capital, foram construídas grandes avenidas sob o reinado de Humberto I.Além disso, a galeria se torna cada vez mais necessária pelo aumento do fluxo de turistas, que são obrigados a fazer filas triplas durante horas sob o forte sol do verão ou as chuvas do inverno romano, para poder ingressar no museu privado mais visitado da Itália, com três milhões e meio de visitantes no ano de 2005.O túnel se constituirá em uma galeria de lojas, bares e restaurantes, semelhante à galeria que desde 1989 dá acesso ao museu parisiense do Louvre, e será financiado pelo setor privado. Os investidores recebem a permissão de usufruto econômico por um longo período.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.