Meu presidente está ocupado

O processo de paz só poderá prosperar no segundo governo Obama se ele nascer em Ramallah e Tel-Aviv, e não em Washington

O Estado de S.Paulo

13 de novembro de 2012 | 02h09

Análise

THOMAS

FRIEDMAN

THE NEW YORK TIMES

Haaretz

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.