Mexicanos em quarentena deixam a China

Um avião fretado deixou Hong Kong hoje levando a bordo dezenas de mexicanos colocados em quarentena na China em meio a temores de que o país asiático fosse atingido pelo surto de gripe suína. O México acusa a China de ter colocado seus cidadãos aleatoriamente em quarentena depois de um mexicano, que na semana passada viajou a Hong Kong, via Xangai, ter sido diagnosticado com gripe suína.

AE-AP, Agencia Estado

05 de maio de 2009 | 17h31

Autoridades do México afirmam que nenhum dos 71 cidadãos colocados em quarentena pela China em hotéis e hospitais tinha sintomas da gripe suína - rebatizada com o nome de influenza A (H1N1) - nem havia mantido contato com pessoas infectadas. Em Hong Kong, o avião pegou oito turistas mexicanos e outras quatro pessoas que haviam sido postas em quarentena. O avião da companhia Aeromexico havia feito antes escalas nas cidades de Xangai, Pequim e Guangzou.

Tudo o que sabemos sobre:
gripe suínaChinaMéxico

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.