Mexicanos vão às urnas renovar Câmara dos Deputados

Milhões de mexicanos vão às urnas neste domingo para renovar a Câmara dos Deputados em uma votação na qual serão medidos o desencantamento social com a classe política e o apoio ao Partido da Ação Nacional (PAN), do presidente Felipe Calderón, que fez do combate ao narcotráfico o carro-chefe de sua administração.

AE, Agencia Estado

05 de julho de 2009 | 15h34

Os postos de votação foram abertos às 10 horas (hora de Brasília) e assim permanecerão até as 20 horas (também pela hora de Brasília). Os primeiros resultados preliminares não são esperados para antes do fim da noite de hoje.

Mais de 77 milhões de mexicanos estão habilitados a votar em um pleito durante o qual serão escolhidos os governadores de seis dos 31 Estados mexicanos e os prefeitos de centenas de cidades, além de assembleias legislativas e câmaras de vereadores.

Em um momento em que o país enfrenta uma recessão econômica e possui várias áreas afetadas pela violência decorrente do narcotráfico, as mais recentes pesquisas de opinião apontam que o Partido Revolucionário Institucional (PRI), que governou o México durante sete décadas até ser derrotado para o PAN em 2000, passaria a ser a maior bancada na Câmara dos Deputados. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõesMéxico

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.