México ameaça levar à ONU discussão sobre cercamento de fronteira

O secretário de Exterior mexicano disse nesta segunda-feira que pode levar as disputas em torno do plano americano para construir uma cerca na fronteira com o México para a ONU.Em entrevista concedida em Paris, Luiz Ernesto Derbez afirmou que o governo ainda está analisando o caso.Na semana passada, o México enviou uma nota diplomática a Washington criticando o plano para a construção de um muro de 1.120 quilômetros ao longo da fronteira entre os dois países. O presidente recém-eleito do México, Felipe Calderon, também criticou o plano, mas afirmou que o tema era um assunto bilateral que não deveria ser levado à comunidade internacional.Em encontro com o ministro de Exterior francês, Douste-Blazy, Derbez disse que a política de imigração americana foi usada para um "ganho político a curto prazo". Ele se referia às eleições legislativas nos EUA, em novembro.O secretário mexicano pretende discutir a questão com autoridades espanholas e francesas, durante suas visitas a Madri e Roma. Derbez afirmou que vai dedicar-se ao caso até "o último dia" do mandato do presidente Vicente Fox.O Senado americano aprovou a multa de cercamento da fronteira no mês passado. O presidente Bush pretende transformar a determinação em lei, mesmo com os pedidos de veto do governo mexicano.Derbez insiste: "O que deve ser construído é uma ponte nas relações entre os dois países."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.