México anuncia retomada de rotina suspensa com surto

O presidente do México, Felipe Calderón, afirmou que o país está em condições de retomar gradualmente as atividades que foram suspensas na tentativa de conter o surto de gripe suína, agora chamada influenza A (H1N1). Em uma reunião com governadores de Estado e com o prefeito da Cidade do México, Calderón disse que, graças à estabilização do surto, o México pode "gradualmente e cuidadosamente" começar a retomar as atividades, de acordo com informações transmitidas pela assessoria de imprensa presidencial.

AE, Agencia Estado

04 de maio de 2009 | 18h22

Calderón afirmou que os colégios e as universidades vão reabrir na quinta-feira e as pré-escolas e escolas primárias e secundárias reabrirão na segunda-feira. Todas as escolas da Cidade do México foram fechadas em 24 de abril e a suspensão das aulas foi estendida para o restante do país na última segunda-feira. A medida foi seguida pela suspensão de atividades de negócios governamentais e privadas não essenciais entre os dias 1º e 5 de maio. Essas atividades deverão ser retomadas na quarta-feira.

O ministro de Saúde do México, José Angel Córdova, afirmou pela manhã que o número de novos casos da doença continuou declinando, graças às medidas tomadas para evitar o contágio. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
gripe suínaMéxico

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.