México apreende 37 toneladas de químicos usados na produção de drogas sintéticas

Autoridades dizem que operação foi um 'golpe' contra os traficantes.

Stephen Gibbs, BBC

02 de outubro de 2009 | 21h51

O governo do México anunciou nesta sexta-feira a apreensão de 37 toneladas de químicos usados na produção da droga sintética cristal de metanfetamina, também conhecida como "gelo".

Autoridades locais afirmam que foi a maior apreensão destes químicos - usados na fase inicial da produção da droga - já realizada no país.

Segundo as autoridades, os químicos foram apreendidos em duas operações - 20 toneladas do psicoestimulante foram encontradas em um barco que se aproximava do porto de Manzanillo, na costa do Pacífico. As outras 17 toneladas foram descobertas na cidade de Nuevo Laredo, perto da fronteira com o Estado americano do Texas.

O governo afirmou que as apreensões são "um golpe para o crime organizado".

Diversas pessoas teriam sido presas durante as operações.

O México é um dos maiores produtores de metanfetamina do mundo.

Autoridades mexicanas e americanas já haviam apontado que os cartéis passaram a diversificar os negócios com a produção e tráfico de metanfetamina.

A vantagem da droga em relação à cocaína é que ela pode ser produzida domesticamente em grandes quantidades.

Os químicos usados no início da produção, no entanto, são geralmente importados. Por essa razão, as autoridades mexicanas estão concentrando seus esforços justamente nessa parte dos negócios.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.