México: atividade do vulcão alerta autoridades

As autoridades do México estão em prontidão para retirar os moradores da cidade de Santiago Xalitzintla e Puebla caso as erupções do vulcão Popocatepétl comecem a oferecer risco. O vulcão continua soltando cinzas e vapor depois da erupção de ontem, que criou uma enorme nuvem de cinzas e lava incandescente - que atingiram uma distância de um quilômetro da cratera. A cidade de Puebla, a 45 quilômetros do vulcão, foi atingida por cinzas.Contudo, o que mais preocupou foi o deslizamento de terra que atingiu o vale de Huiloac, que leva à cidade de Santiago Xalitzintla. O Centro Nacional de Prevenção de Disastres disse que o desmoronamento foi provavelmente causado por uma onda de cinzas quentes que derreteu uma geleira próxima. O deslizamento parou a oito quilômetros da cidade. Veículos oficiais, estacionados ao longo das estradas em Santiago Xalitzintla, esperam para realizar a retirada da população caso a situação se agrave. Apesar do vulcão estar a apenas 65 quilômetros da Cidade do México, capital do país, especialistas dizem que ele não oferece muito risco. Em dezembro do ano passado, o vulcão teve sua mais violenta erupção em 1,2 mil anos, expelindo rocha incandescente e convencendo milhares de pessoas - que vivem na base na cratera, a procurar abrigos em áreas seguras. Os moradores foram autorizados a retornar apenas em 27 de dezembro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.