México: corpos de vítimas ainda não foram reclamados

Os corpos de 15 dos 72 imigrantes ilegais executados em um rancho no norte do México seis meses atrás ainda não foram reclamados, informou hoje a procuradoria-geral mexicana. Ricardo Najera, porta-voz da procuradoria-geral mexicana, explicou que 14 dessas 15 vítimas ainda não foram identificadas. Ainda de acordo com ele, descobriu-se recentemente que uma delas é da Índia.

AE, Agência Estado

28 de fevereiro de 2011 | 19h10

Najera também disse que o necrotério da Cidade do México havia concordado em manter os corpos em suas instalações até amanhã, mas que autoridades locais pediram um prazo maior até que todas as vítimas sejam identificadas.

A maior parte das 72 vítimas do massacre era composta por imigrantes ilegais procedentes de países das Américas Central e do Sul. Pelo menos quatro dos 72 mortos eram brasileiros. Os corpos foram encontrados em agosto do ano passado em um rancho no norte do México supostamente por terem se recusado a trabalhar para o cartel Los Zetas. Oito suspeitos foram detidos ao longo dos últimos meses. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
massacreMéxicocorpos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.