México: diretor de prisão é detido por ligação à gangue

O diretor de uma prisão federal de segurança máxima no México, Francisco Javier Gómez Meza, foi detido e acusado de ter vínculos com gangues do narcotráfico, informou hoje a Secretaria de Segurança Pública do governo federal mexicano. Segundo a Secretaria, Gómez Meza foi detido devido a vínculos que possuía com o crime organizado quando era alto funcionário da procuradoria-geral.

AE, Agência Estado

29 de outubro de 2010 | 19h49

Atualmente, ele é diretor da prisão federal de Puente Grande, no Estado de Jalisco. A penitenciária adquiriu uma triste fama por escândalos de corrupção carcerária, em particular com a fuga, em 2001, do chefão Joaquín "El Chapo" Guzmán, que teve a ajuda dos carcereiros para se evadir. Gómez Meza foi detido ontem. O comunicado não entrou em detalhe sobre a natureza das acusações. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
prisãodiretorMéxico

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.