México eleva para 56 total de mortes por gripe suína

O ministro de Saúde mexicano, José Angel Córdova, informou hoje que subiu para 56 o número de mortes confirmadas pela influenza A (H1N1), a gripe suína, no país. Segundo Córdova, há 2.059 casos confirmados da doença no México. Em entrevista coletiva, Córdova afirmou que as mortes mais recentes pela doença ocorreram no dia 6. O ministro apontou que o número de casos continua a cair, desde o pico registrado em 26 de abril.

AE, Agencia Estado

11 de maio de 2009 | 11h22

Córdova disse que foram realizados mais de 7 mil testes para a nova doença, dos quais 28,4% resultaram positivos. O índice de mortalidade estava em 2,7% entre os infectados, apontou a autoridade. A doença era conhecida como gripe suína, até ser rebatizada pela Organização Mundial de Saúde (OMS). As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
gripe suínaMéxicomortes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.