México: entenda a contagem oficial dos votos

Começou nesta quarta-feira a contagem total dos votos de cada uma da 300 sessões eleitorais - formadas por um presidente, um secretário e representantes dos partidos políticos - do México para, finalmente, decidir quem foi o vencedor das eleições presidenciais do último domingo."A recontagem será feita apenas em caráter excepcional e não como regra geral", explicou Lourdes López Flores, uma dos 12 conselheiros do Instituto Federal Eleitora (IFE) - órgão encarregado da apuração. Às 20 horas desta quarta (22 horas em Brasília), o IFE emitirá um comunicado ao país sobre o andamento do processo. Se este não estiver concluído, poderá continuar até domingo, última data prevista por lei para que o IFE comunique o resultado da apuração oficial ao Tribunal Eleitoral do Poder Judiciário da Federação, mais conhecido como Trife, e anuncie esse resultado ao país.Caso a apuração oficial não resolva as dúvidas sobre a contagem dos votos levantadas pelo candidato do Partido Revolucionário Democrático (PRD), Andrés Manuel López Obrador, ele terá então o prazo de quatro dias para apresentar ao IFE um pedido formal de contestação das eleições presidenciais, acompanhado das provas. Se o instituto rejeitar a moção, o candidato do PRD poderá apelar ao Trife, que deve se pronunciar até o dia 31 de agosto.A decisão do Trife não pode ser contestada. De acordo com a legislação mexicana, o nome do sucessor do atual presidente, Vicente Fox, deverá ser feita até o dia 6 de setembro. A posse está prevista para o dia 1.º de dezembro.A recontagem passo a passo1- Uma a uma serão retiradas as chamadas "atas de escrutínio" para comparar com os pacotes de votos de cada mesa de votação, seguindo uma ordem numérica. Cada pacote contém um relatório dos votos computados e as filipetas de votação propriamente ditas, mas essas ficam lacradas.2- Os números que estão nos relatórios dos pacotes são comparados com as cópias dos mesmos, que ficam com o presidente de cada conselho distrital.* Se os resultados coincidem em ambas as cópias, o conselho anotará os resultados. Neste caso, o lacre que contém as filipetas de votação não é rompido, pois os votos não precisarão ser contados novamente.* Os lacres só serão rompidos caso alguma inconsistência ou anomalia seja encontrada no relatório, como espaços em branco ou algo ilegível. * Se o pacote que contém estes documentos apresentar evidências de ter sido alterado, também serão recontados os votos um a um.3- Os conselhos somarão os resultados de cada mesa de votação para obter o total de cada distrito e entregarão cópias aos representantes dos partidos políticos.4- Terminada a contagem, o presidente de cada conselho anexa um resumo do processo que inclui as atas de escrutínio e as contagens, junto do resumo original das contagens.* Os representantes dos partidos estarão presentes durante a contagem e terão em seu poder cópias das atas de escrutínio. Os próprios representantes poderão pedir que os lacres que contém as filipetas de votação sejam rompidos caso eles identifiquem algum problema.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.