Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

México: EUA precisa identificar imigrante morto na fronteira

A Chancelaria mexicana pediu na terça-feira, 27, às autoridades dos Estados Unidos que identifiquem a nacionalidade do imigrante que foi assassinado com um tiro em Calexico (Califórnia), supostamente por um agente da Patrulha de Fronteiras.O Consulado do México em Calexico pediu à Patrulha e a outras autoridades dos EUA "um relatório detalhando os pormenores do incidente, com a identidade e nacionalidade do morto", disse a Chancelaria em comunicado."Diante da possibilidade de que o migrante morto seja de origem mexicana, a Secretaria de Relações Exteriores promove todas as ações possíveis para acelerar o processo de confirmação de identidade e analisa as medidas a serem tomadas quando receber a informação precisa sobre o lamentável incidente", disse o texto oficial.O Consulado recebeu na segunda-feira, 26, um relatório sobre o incidente. Um agente da Patrulha de Fronteiras "detonou sua arma de fogo contra um grupo de supostos traficantes de pessoas e migrantes", disse a Chancelaria."Um homem ainda não identificado foi ferido e morreu mais tarde no Hospital Regional do Centro", acrescentou.Na terça-feira, pessoal do consulado conversou com seis mexicanos que foram detidos no "lamentável incidente". Mas eles não souberam dizer qual a nacionalidade da vítima.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.