México extradita suposto guerrilheiro para Colômbia

O suposto líder guerrilheiro colombiano Miguel Angel Beltrán foi indiciado neste sábado em Bogotá sob as acusações de rebelião e conspiração, um dia depois de extraditado pelo México.

AE-AP, Agencia Estado

23 de maio de 2009 | 19h03

Beltrán, conhecido pelo "nome de guerra" de "Jaime Cienfuegos", declarou-se inocente das acusações. Segundo o promotor público Hermes Ardila, ele era um importante integrante das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia), encarregado de promover a organização em nível internacional.

O presidente colombiano, Álvaro Uribe, agradeceu ao México pela extradição de Beltrán, a quem definiu como "um dos mais perigosos terroristas das Farc".

Tudo o que sabemos sobre:
Farcguerrilha

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.