México normaliza relações diplomáticas com Honduras

O Ministério de Relações Exteriores do México informou hoje que o país normalizou suas relações com Honduras, rompidas após o golpe de Estado que depôs o então presidente hondurenho Manuel Zelaya, em junho de 2009.

AE, Agência Estado

31 de julho de 2010 | 16h14

O México instruiu seu embaixador em Honduras, chamado de volta após o golpe, a "retornar para Tegucigalpa e retomar suas funções diplomáticas no início da próxima semana", informou o ministério.

A decisão foi tomada pouco depois de o ministério ter recebido um relatório de uma comissão formada pela Organização dos Estados Americanos (OEA) para examinar a situação atual em Honduras.

O ministério disse que o relatório "mostrou significativo progresso da parte do governo e de outros atores hondurenhos para tratar dos principais problemas causados pelo golpe de Estado... e mostrou que tanto o presidente Porfirio Lobo quanto o ex-presidente Jose Manuel Zelaya estão tomando atitudes positivas".

O ministério acrescentou que "a maioria dos países da América Central agora são favoráveis ao retorno de Honduras à OEA", da qual o país foi expulso após o golpe, quando Zelaya foi detido durante a noite e enviado de avião para a Costa Rica.

"Com esta decisão, o México está normalizando suas relações diplomáticas com Honduras", afirmou o ministério. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.