REUTERS/Rick Wilking
REUTERS/Rick Wilking

México nunca pagaria por muro de Trump, diz Peña Nieto

Em entrevista em inglês exibida pela emissora americana CNN, presidente mexicano afirmou que seu país não interviria em decisão tomada por Washington, mas não arcaria com 'um único centavo sequer' da polêmica obra

O Estado de S. Paulo

11 Julho 2016 | 11h21

CIDADE DO MÉXICO - O presidente mexicano, Enrique Peña Nieto, disse que seu país não pagaria, "de jeito algum", o gigantesco muro que o virtual candidato republicano à Casa Branca, Donald Trump, propôs erguer ao longo da fronteira entre México e Estados Unidos, se for eleito presidente.

"De jeito algum, o México pagaria um muro como esse", declarou Peña Nieto, em inglês, em entrevista transmitida neste domingo, 10, pela emissora americana CNN.

Tentando evitar polêmicas até agora, o presidente mexicano afirmou que seu governo não interviria em uma decisão tomada por Washington, mas deixou claro que seu país não arcaria com um único centavo sequer.

Peña Nieto lembrou que México e Estados Unidos têm uma relação de "coordenação, colaboração e cooperação" em matéria de segurança.

Em março, o secretário mexicano da Fazenda, Luis Videgaray, já havia declarado que seu governo não pagaria esse muro, "sob circunstância alguma".

Desde que lançou sua candidatura, Trump emitiu fortes mensagens contra os mexicanos. Além de chamá-los de "estupradores, criminosos e traficantes de drogas", prometeu construir um grande muro em toda a fronteira para evitar a entrada ilegal nos EUA. / AFP

Veja abaixo a resposta de Peña Nieto à CNN (em inglês):

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.