México prende 46 suspeitos de participação em milícia

A polícia mexicana prendeu 46 suspeitos que se faziam passar por membros de grupos civis das Forças de Autodefesa do estado de Michoacán.

AE, Agência Estado

22 de abril de 2014 | 18h49

De acordo com o Comissário Federal para Segurança do estado, Alfredo Castillo, os presos vestiam camisas semelhantes às usadas por membros da milícia, com dizeres como "Huetamo Livre" (em referência ao município do estado) e "Grupo de Autodefesa". Junto a eles foram encontradas 23 armas, um lançador e três granadas, além de cerca de três mil cartuchos.

A prisão acontece no momento em que o governo impôs o prazo de 10 de maio para que todos os membros das milícias se registrem, impedindo a infiltração de criminosos no grupo. As Forças de Autodefesa surgiram há mais de um ano para enfrentar o cartel de narcotráfico Cavaleiros Templários, que atuam no estado de Michoacán. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Méxicomilícia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.