México prende traficante suspeito de ataque a bar em Cancún

José Angel Fernández é suspeito de atentado no qual oito pessoas morreram em agosto

estadão.com.br,

26 de setembro de 2010 | 21h12

Militares mexicanos prenderam José Angel Fernández, traficante  suspeito de envolvimento em um ataque a um bar de Cancún no qual oito pessoas morreram no mês passado, informou a secretaria de Defesa do México neste domingo, 26.

 

A Secretaria da Defesa Nacional (Sedena) indicou em comunicado que a detenção de "El Pelón" aconteceu na últina sexta-feira em Cancún, como parte da estratégia de combate ao narcotráfico.

 

De acordo com o órgão, o traficante confessou sua participação no grupo criminoso, e disse que, desde junho deste ano, o líder do Los Zetas, Heriberto Lazcano, conhecido como "El Lazca", o nomeou

responsável das atividades de narcotráfico, tráfico de imigrantes ilegais e sequestros nesse estado do sudeste mexicano.

Também conhecido como "El Pelón", ou "Careca", Fernández é suspeito de coordenar um rede de extorsão e de ter atacado o bar com bombas de gasolina porque o proprietário recusou-se a pagar por proteção. 

 

O criminoso detido disse que as ações do cartel em Quintana Roo servem para bancar despesas dos conflitos do Los Zetas contra o Cartel do Golfo no nordeste do país.

 

Junto com "El Pelón", o Exército deteve três membros da organização, entre eles Jorge Alberto Contreras Hernández, conhecido como "El Gordo" e "Conta", que era o encarregado da administração e da contabilidade do grupo.

 

Foram apreendidos ainda três fuzis, 1,35 milhão de pesos (US$ 107 mil), além de outros US$ 36 mil, máquinas de contabilidade e de comunicação, quatro veículos e listas de pessoas envolvidas no crime organizado da região. 

 

Com Efe e AP

Tudo o que sabemos sobre:
Méxiconarcotráficoprisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.