México queima 134 toneladas de maconha de sua maior apreensão

Pacotes estavam a caminho dos EUA; carregamento devia pertencer ao cartel de Sinaloa

BBC Brasil, BBC

21 de outubro de 2010 | 16h36

 

 

A Polícia do México começou a queimar 134 toneladas de maconha que haviam sido apreendidos na cidade de Tijuana, noroeste do país, perto da fronteira com os Estados Unidos

O porta-voz da Segurança do governo, Alejandro Poire, disse que essa foi a maior apreensão de maconha pronta para a venda da história do México.

Ele afirmou ainda que o carregamento deve pertencer ao cartel de Sinaloa, um dos quatro principais cartéis mexicanos.

Na última segunda-feira, uma operação policial em Tijuana apreendeu os mais de 15 mil pacotes da droga em três casas.

Durante a apreensão, houve troca de tiros. Um policial e um suspeito foram atingidos e 11 pessoas foram presas, suspeitas de envolvimento com o narcotráfico.    

 

BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.