México quer melhorar imagem ante vizinhos latino-americanos

Chanceler convoca diplomatas e pede que mostrem ao mundo que país 'é maior que seus problemas'

estadão.com.br

05 de janeiro de 2012 | 18h18

CIDADE DO MÉXICO - A ministra de Exteriores do México, Patricia Espinosa, convocou nesta quinta-feira, 5, o corpo diplomático a "melhorar a imagem" do país e "convencer o mundo" de que a nação é "maior do que seus problemas", segundo informações da agência de notícias ANSA.

 

A chanceler pediu aos embaixadores e cônsules que diversifiquem as relações políticas e econômicas porque "ainda persiste em muitos países da América Latina a ideia de que para o México a prioridade é a relação com os Estados Unidos". Segundo Patricia, o México "certamente é chave no devir norte-americano, mas também o é no da América Latina e Caribe".

 

Ela acrescentou que os diplomatas mexicanos devem trabalhar para impulsionar o crescimento no montante das exportações que atualmente chagam a US$ 300 bilhões (cerca de R$ 551 milhões) por ano, mas também diversificar os mercados.

 

De acordo com a chanceler, "é necessário redobrar os esforços com a América Latina e o Caribe para dar conteúdo aos vínculos econômicos para eliminar a percepção regional de que o México tem como única prioridade seus vínculos com a América do Norte". 

Tudo o que sabemos sobre:
MéxicoAmérica Latina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.