México recontará votos de 54,5% das urnas

Autoridades eleitorais mexicanas disseram nesta quarta-feira que vão recontar mais da metade das urnas com votos destinados à escolha do presidente do país, depois de encontrar disparidades na contagem dos votos.

AE, Agência Estado

04 de julho de 2012 | 18h02

Das 143 mil urnas usadas na votação de domingo, 78.012 (ou 54,4%) serão reabertas e os votos recontados, declarou Edmundo Jacobo, secretário-executivo do Instituto Federal Eleitoral (IFE). Segundo ele, a recontagem teve estar concluída até quinta-feira.

A lei eleitoral mexicana prevê que os votos sejam recontados se houver disparidades nos relatórios finais de votação, quando os resultados mostram uma diferença de um ponto porcentual ou menos entre o primeiro e o segundo candidatos mais votados ou se todos os votos de uma urna tiverem sido para um único candidato.

Com 99% dois votos contados, Enrique Peña Nieto, do Partido Revolucionário Constitucional (PRI), lidera com 38%. Andrés Manuel López Obrador, do Partido da Revolução Democrática (PRD), obteve 32%. As autoridades também vão recontar 61% das urnas que receberam votos para o Senado e 60% das quer receberam votos para a Câmara, informou Jacobo.

López Obrador recusou-se a aceitar o resultado preliminar, afirmando que a campanha foi marcada por gastos excessivos, compra de votos e pelo tratamento favorável concedido a Peña Nieto por parte da mídia televisiva do país.

O candidato de esquerda declarou na terça-feira que sua equipe detectou irregularidades em 113.855 sessões eleitorais e pediu a recontagem total dos votos. As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Méxicoeleiçõesfraude

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.