México recruta exército de gatos para combater ratos

Autoridades sanitárias do Estado de Chihuahua, no México, informam que estão recrutando centenas de gatos para combater centenas de milhares de ratos. O Estado de Chihuahua pretende reunir pelo menos 700 gatos e enviá-los a Atascaderos, um vilarejo agrícola numa região onde, estima-se, há cerca de meio milhão de ratos.Os gatos estão sendo "convocados" na cidade de Chihuahua, onde recebem vacinas e são examinados antes de serem enviados de caminhão para Atascaderos, disse Roberto Gallegos, um funcionário do serviço de saúde pública encarregado do recrutamento felino.Anúncios pedindo doação de gatos foram publicados segunda-feira nos jornais locais e as autoridades esperam ter 200 felinos para enviar a Atascaderos no final da semana. Segundo Gallegos, os animais serão entregues a famílias da cidade, de 3.000 habitantes. A população local notou o problema do excesso de roedores ano passado e tentou combatê-lo com veneno e armadilhas, mas o tiro saiu pela culatra: animais que caçam ratos começaram a morrer.A formação do exército de gatos alarmou Emilia de Leon, da Sociedade Protetora dos Animais de Monterrey. "Eles vão levar os gatos para morrer de fome?", questionou, advertindo que será "um erro enorme" usar gatos que não tenham sido castrados. "Agora vai haver uma praga de gatos, e o que vão fazer?"

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.