México: Sobe a 97 número de mortos por tempestades

Mais 16 corpos foram encontrados nas últimas horas em áreas devastadas pelas tempestades que nos últimos dias atingiram o México pelos oceanos Atlântico e Pacífico, elevando de 81 para 97 o número de mortos nessas catástrofes naturais, informaram autoridades locais nesta quinta-feira.

Agência Estado

19 de setembro de 2013 | 16h29

É possível, no entanto, que o custo humano da passagem praticamente simultânea das tempestades Manuel e Ingrid pelo México seja ainda mais elevado. Equipes de resgate tentavam hoje chegar à pequena vila de produtores de café de La Pintada, nas montanhas do sul do país, onde autoridades temem que 58 pessoas tenham morrido em um deslizamento de terra.

Ao mesmo tempo, a tempestade Manuel ganhou mais força depois de retornar ao Pacífico e transformou-se em furacão. Horas atrás, o Centro Nacional de Furações dos Estados Unidos (NHC, na sigla em inglês) informou que o olho do furacão Manuel tocou o solo no norte do México, entrando pelo Estado de Sinaloa. A tempestade tem ventos máximos sustentados de 120 quilômetros por hora.

Ingrid, pelo Atlântico, e Manuel, pelo Pacífico, atingiram o México quase simultaneamente no domingo. Além das 91 pessoas mortas, 49 mil ficaram desabrigadas. A rara combinação de tempestades simultâneas afetou em maior ou menor medida 22 dos 31 Estados mexicanos, disse Miguel Angel Osorio Chong, secretário de governo do país. Fonte: Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.