México: Sobe para 80 cifra de mortos em tempestades

O número de mortes confirmadas durante a passagem das tempestades Ingrid e Manuel pelo México, durante o fim de semana, subiu para 80 nesta quarta-feira, depois de os corpos de diversas vítimas terem sido encontrados, informaram autoridades locais.

AE, Agência Estado

18 de setembro de 2013 | 18h41

Ricardo de la Cruz, diretor da Defesa Civil local, disse que, das 80 mortes confirmadas, 48 ocorreram somente no Estado de Guerrero. No porto de Acapulco, pertencente a Guerrero, as chuvas levadas pela tempestade Manuel provocaram 18 mortes.

Hoje, a situação de desespero no balneário mexicano de Acapulco levou moradores a saquearem pelo menos um mercado na cidade enquanto milhares de turistas ainda esperavam para deixar a região duramente atingida nos últimos dias pela tempestade Manuel.

Enquanto isso, o sistema meteorológico que açoitou Acapulco voltou a se formar e a ganhar força no Oceano Pacífico. A tempestade Manuel segue agora em direção ao nordeste do México, rumo à Península da Baixa Califórnia.

No fim de semana, o México foi atingido de maneira praticamente simultânea por duas tempestades: Manuel no Oceano Pacífico e Ingrid na costa atlântica. A rara combinação da chegada quase simultânea de duas tempestades deixou um saldo de pelo menos 80 mortos, além de inundações, deslizamentos de terra e pontes derrubadas.

Ao mesmo tempo, uma outra possível ameaça meteorológica formou-se na Península de Yucatán, no leste mexicano. Segundo meteorologista, existe a possibilidade de o sistema de baixa pressão ganhar força e transformar-se em tempestade. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
MéxicotempestadeManuelIngrid

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.