México: suposto autor de 75 homicídios é capturado

O governo do Estado mexicano de Nuevo León anunciou nesta segunda-feira a captura de um suposto integrante do cartel do narcotráfico Los Zetas acusado de cometer 75 homicídios. O procurador de Nuevo León, Adrian de la Garza, informou que a polícia deteve recentemente Enrique Elizondo Flores, de apelido El Arabe, que supostamente tinha a missão, dentro do cartel criminoso, de identificar e assassinar rivais de outros cartéis que tentavam se infiltrar no tráfico de drogas em Nuevo León. La Garza disse que El Arabe confessou sua participação nos homicídios e também que faz parte de Los Zetas.

AE, Agência Estado

30 de janeiro de 2012 | 16h27

O porta-voz da Secretaria de Segurança de Nuevo León, Jorge Domene, disse que entre os assassinatos confessados estão as mortes de 35 passageiros de um ônibus que viajava da cidade Celaya, no Estado de Guanajuato (México central) a Nuevo León. Flores também está envolvido nos homicídios de nove passageiros de outro ônibus. As matanças ocorreram em março de 2011, quando esses crimes começaram a vir ao conhecimento público no México, após a polícia descobrir valas clandestinas com corpos no Estado de Tamaulipas, também no norte mexicano e vizinho a Nuevo León.

O nordeste do México é palco de uma violenta disputa pelo tráfico de drogas entre Los Zetas e o Cartel do Golfo. Em 2010, as duas organizações criminosas romperam um pacto que mantiveram por uma década e passaram a se enfrentar.

As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.