Mianmá garante que ganhadora do Nobel está ilesa

O governo militar de Mianmá (antiga Birmânia) garantiu que a dissidente Aung San Suu Kyi está bem e saiu ilesa de um sangrento conflito entre seus seguidores e as forças públicas, embora tenha se recusado a apontar onde a ganhadora do Prêmio Nobel da Paz se encontra detida. Razali Ismail, enviado especial das Nações Unidas, informou que visitará Mianmá nesta semana e espera poder se encontrar com Suu Kyi, embora não tenha recebido nenhuma autorização prévia das autoridades locais. Suu Kyi não é vista em público desde a última quinta-feira, quando foi submetida, segundo o governo, a uma "custódia protetora". De acordo com autoridades birmanesas, quatro pessoas morreram e 50 ficaram feridas nos enfrentamentos entre os partidários de Suu Kyi e seus oponentes no norte de Mianmá. No entanto, grupos dissidentes afirmam que mais de 70 pessoas morreram, e que a líder ficou ferida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.