Mianmar não tem acordo sobre Constituição

A Liga Nacional pela Democracia (LND), principal partido de oposição do governo de Mianmar, afirmou neste sábado que falhou em chegar a um consenso com partidos políticos étnicos sobre fazer emendas na Constituição ou reescrever toda a carta. Por isso, eles decidiram ouvir a opinião pública sobre o assunto, de acordo com a Kyodo.

AE, Agência Estado

28 de setembro de 2013 | 17h37

Segundo a agência japonesa, a LND fez reuniões com 12 partidos políticos étnicos neste mês, incluindo a Liga Arakan para a Democracia e a Liga das Nacionalidades Shan para a Democracia, em suas sedes, em Yangon.

Especialistas dizem que a atual Constituição, adotada em 2008, enquanto o país estava sob governo militar, foi escrita para favorecer os militares. Fonte: Dow Jones Newswires.

Mais conteúdo sobre:
MIANMARCONSTITUIÇÃO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.