Micheletti ameaça cancelar visto de diplomatas dos EUA

O presidente interino de Honduras, Roberto Micheletti, advertiu hoje que poderá revogar os vistos dos diplomatas dos Estados Unidos no país, em retaliação à medida tomada por Washington, que revogou os vistos de quatro funcionários graduados de Honduras. Em comunicado, a chancelaria do governo de fato disse que "o governo se reserva o direito de aplicar reciprocidade em cancelar vistos do pessoal diplomático ou consular dos Estados Unidos em Tegucigalpa, sem nenhuma exceção".

AE-AP, Agencia Estado

31 de julho de 2009 | 21h07

Enquanto isso, a Suprema Corte de Honduras criticou a decisão dos EUA de cancelar o visto de entrada nos EUA do seu chefe, o magistrado Tomás Arita, medida que considerou "com o ânimo de exercer pressões sobre atuação legitimamente definida na lei da independência dos juízes".

Tudo o que sabemos sobre:
HondurasgolpeRoberto Michelettivistos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.