Micheletti critica embaixador dos EUA por visitar Zelaya

O líder interino de Honduras, Roberto Micheletti, criticou hoje o embaixador dos Estados Unidos em Honduras, Hugo Llorens, porque o diplomata viajou à Nicarágua para se encontrar com o presidente deposto, José Manuel Zelaya. "O embaixador americano cometeu um grave erro e esse foi um ato de intromissão nos assuntos hondurenhos", disse Micheletti.

AE-AP, Agencia Estado

31 de julho de 2009 | 19h55

Hoje uma pessoa ficou ferida em uma manifestação pró-Zelaya em Santa Rosa de Copán, cidade hondurenha 300 quilômetros ao oeste de Tegucigalpa. Na capital, a esposa de Zelaya, Xiomara Castro, liderou uma manifestação, após voltar na véspera da fronteira com a Nicarágua. Ela disse a manifestantes que "os golpistas estão desesperados e a força é o último recurso que lhes resta".

Tudo o que sabemos sobre:
HondurasgolpeRoberto MichelettiEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.