Micheletti suspende direitos civis por 45 dias

O governo de facto de Honduras decretou ontem a suspensão, por 45 dias, dos direitos civis, restringindo a liberdade de circulação, de expressão e da imprensa, assim como proibindo reuniões públicas, segundo informação do site do jornal hondurenho "La Prensa".

AE, Agencia Estado

28 de setembro de 2009 | 08h27

Em cadeia de televisão, o governo de facto anunciou que a polícia e o Exército estão orientados a dissolver as reuniões públicas não autorizadas e mesmo as autorizadas nas quais haja violência. O governo de facto ordenou ainda que as autoridades desalojem todas as instalações de instituições públicas que estejam tomadas.

A imprensa também teve sua liberdade restringida, ficando proibida a divulgação de mensagens que "atentem contra a paz e a ordem pública". O órgão de regulação foi autorizado a suspender qualquer emissora de rádio ou TV que "provoque a insurreição".

Tudo o que sabemos sobre:
HondurascriseMichelettidireitos civis

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.