Micheletti: Zelaya não retornará ao poder em Honduras

O governo de facto de Honduras, Roberto Micheletti, afirmou que o presidente deposto, Manuel Zelaya, não terá autorização para retornar ao poder. Ele disse que Zelaya pode ter autorização para entrar em Honduras a fim de responder a acusações de abuso de poder, "mas sob nenhuma circunstância o deixaremos tomar posse do governo". Os comentários de Micheletti, divulgados ontem, complicam ainda mais o cenário dos esforços de mediação internacional para resolver a crise no país da América Central.

AE-AP, Agencia Estado

31 de julho de 2009 | 12h49

Soldados expulsaram Zelaya de Honduras em um golpe, no dia 28 de junho, condenado por quase toda a comunidade internacional, incluindo Estados Unidos, Brasil, Venezuela, Cuba, Organização das Nações Unidas (ONU) e Organização dos Estados Americanos (OEA), entre outros.

Tudo o que sabemos sobre:
HondurasMichelettiZelaya

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.