Michelle Bachelet tem forte queda na popularidade

A presidente do Chile, Michelle Bachelet, perdeu em um ano de mandato 17,8 pontos de apoio popular e é classificada com nota 4,2 - em uma escala de um a sete -, enquanto seus ministros alcançaram apenas a nota 3,9, segundo uma pesquisa do jornal El Mercurio divulgada neste domingo, 4. De acordo com a sondagem, Bachelet conta hoje com o apoio de 47,6% dos chilenos - contra 65,4% há um ano - e 50,8% afirmaram que estão decepcionados com a atuação da presidente. Para 30,3%, ela cumpriu até aqui com suas expectativas. A pesquisa, realizada para marcar o primeiro aniversário do governo de Bachelet, foi feita por telefone com 400 moradores da Grande Santiago. Tem uma margem de erro de cinco pontos porcentuais para mais ou para menos.De acordo com o jornal, o principal motivo para a queda da popularidade da presidente é o novo sistema de transporte público da capital, que vem sendo muito criticado pelos usuários. Embora tenha colaborado para descongestionar o trânsito e reduzir a poluição sonora em Santiago, o novo sistema de transporte continua desagradando a população, especialmente pela falta de ônibus à noite, o que deixa milhares de santiaguinos a pé.Bachelet enfrentou em seu primeiro trimestre de governo grandes protestos de estudantes secundaristas, que acabaram fazendo com que a presidente destinasse maiores recursos para a Educação. Depois, ocorreram greves de funcionários da Saúde, promotores e de professores, que pressionavam por maiores salários.Os problemas pioraram em outubro e novembro, com a revelação de que funcionários da Chiledeportes, uma entidade estatal que financia atividades esportivas, desviaram fundos em seu benefício.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.